Acontece com os livros o mesmo que com os homens: Um pequeno grupo desempenha um grande papel (Voltaire)

segunda-feira, maio 16, 2005

Rescaldo de um sábado festivo

Aos 83 minutos de jogo, Luisão, num salto limpo à entrada da pequena área, antecipa os seus 1,92 metros à saída extemporânea e tosca de Ricardo, possivelmente o 4º melhor guarda-redes português. Um toque tão subtil que nem Luisão saberia o que fazia, foi o suficiente para desfeitear o redes sportinguista. Petit bateu o livre que pôs a bola na área leonina, por falta de Pinilla sobre Ricardo Rocha. Ricardo saiu dos postes e falhou o contacto com a bola. Não existe qualquer possibilidade de falta no salto entre ele e Luisão. Nem a inteligência teve de ganhar a falta na pequena área. Bastava que se atirasse para cima do gigante. Este Ricardo é um perigo na baliza de Portugal. Mais um erro crasso seu. Desta vez só custou o título. Um guarda-redes não pode ser um jogador de "engate".
Estavamos na varanda. Os ânimos inflamaram-se assim que Mantorras entrou. E tão tarde! Éramos quase 30 a ver o jogo. A proporção de benfiquistas e sportinguistas equivalia os números estatísticos conhecidos. Estavam lá uns poucos lagartos, que eu bem os vi... Voltando, o Mantorras entra em campo e alguém berra: "Tremam, sportinguistas! Tremam!". Dito e feito. E foi exactamente aos 83 minutos que eu disse ao Semedo: "Agora é que é!". Foi mesmo.
Hoje passou-se o dia de faxina. Limpar, lavar, aspirar, etc. Nada mais por ora. Algum cansaço. O Pinto portou-se muito bem. Pelo menos ainda viu o jogo em condições... A descrição fica para o próximo post... ou talvez não... afinal, isto é a net. Cuidado! Elas andam aí!

1 Comments:

Blogger Ricardo Pinto said...

a descrição não poderia partir de mim, porque para mim foi uma tarde/noite, indescritível. Foi um dia inesquecível, quer pelo titulo á vista do Glorioso, quer pela presença dos amigos, quer pela presença de tão ilustres e simpáticas convidadas. Um dia a recordar sempre ...

11:17 da manhã

 

Enviar um comentário

<< Home